A relação entre a COVID-19 e trombose cerebral vem desencadeando muitas dúvidas, uma vez que ainda não se sabe com clareza como a doença atua no organismo humano. Há 6 tipos de COVID e devemos nos atentar aos seus estágios para entender melhor possíveis sintomas.

O cirurgião vascular Fábio Haddad, da Beneficência Portuguesa de São Paulo, explica que a trombose venosa é o desenvolvimento de um coágulo dentro de uma veia. No caso da TVC (trombose venosa cerebral), isso acontece no cérebro. Ultimamente vem sido observado um crescente número de casos de pacientes diagnosticados com COVID-19 que apresentaram quadros de trombose.

De acordo com o especialista, as necropsias realizadas mostraram tromboses coronárias e na circulação pulmonar. Por ser um coágulo arterial ou venoso, é possível que migre para o pulmão com maior facilidade, trazendo sérios riscos à saúde do paciente.

Em entrevista ao G1, Elnara Negri, pneumologista e pesquisadora do Hospital Sírio Libanês (SP), explicou que os problemas de pacientes infectados pela COVID-19 não estão ligados apenas à inflamação nos pulmões, mas também à coagulação excessiva. A especialista também explicou que o Coronavírus provoca reações no organismo da pessoa infectada e o acionamento do sistema imunológico é uma delas.

O que é trombose venosa cerebral (TVC)?

É uma doença cerebrovascular rara, com múltiplas manifestações clínicas que causam a obstrução total ou parcial dos vasos. O TVC acomete diretamente na circulação que acontece nas veias do cérebro e é a principal causa de AVC em jovens.

Quais os sintomas da trombose cerebral?

Os sintomas mais comuns do TVC são: 

  • - Dificuldade para enxergar;

  • - Sonolência;

  • - Perda de força em algum lado do corpo;

  • - Convulsões;

  • - Confusão mental;

  • - Dor de cabeça.

Esses sintomas podem progredir em 48 horas em 28% a 54% dos casos. Em cerca de 25% a 30% há evolução em período superior a 30 dias, na maioria das vezes como síndrome pseudotumoral.

Saiba onde fazer teste para COVID-19 em caso de suspeita da doença. 

Coronavírus pode piorar o quadro de trombose?

Ainda em entrevista para o G1, a pesquisadora da Fiocruz- Margareth Dalcolmo- informou que a COVID-19 é uma doença de comportamento sindrômico, uma das consequências é a pneumonia, doença que se mostra profundamente trombogênica. Segundo a especialista, a doença se manifesta de diferentes maneiras e muitos pacientes morreram por fenômenos vasculares como trombose e embolia.

Para o tratamento da doença, já estão sendo usados anticoagulantes em pacientes que se encontram na fase moderada ou aguda.

 

Saiba mais: atendimento a pacientes crônicos

 

 

 

Fontes: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302001000400011
https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2020/07/27/entenda-o-que-e-a-trombose-venosa-cerebral.ghtml
https://noticias.r7.com/saude/por-que-covid-19-pode-dar-trombose-como-caso-de-rodrigo-rodrigues-28072020
Tags