Estou com Coronavírus, o que devo fazer? Entenda abaixo como funciona o isolamento domiciliar e o que ser feito diante de sintomas leves da doença.

Como saber se estou com coronavírus?

O período de incubação da doença é de 2 a 14 dias, ou seja, esse é o tempo que os sintomas levam para aparecer, a partir do momento do contágio.

Os sintomas de Coronavírus são:

  • Febre;

  • Dor de garganta;

  • Tosse (seca ou secretiva);

  • Falta de ar ou dificuldade de respirar;

  • Cansaço;

  • Coriza;

  • Dores de cabeça e náuseas;

  • Vômito e diarreia;

  • Perda de olfato e paladar;

  • Dores musculares;

  • Calafrios.

O que fazer diante de sintomas leves

A maioria dos casos de Coronavírus são assintomáticos ou apresentam sintomas de leves a moderados, e  a orientação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde é que, em caso de suspeita da doença, o paciente permaneça em casa, isolado dos demais moradores durante o período de incubação. O  atendimento hospitalar deve ser procurado se os sintomas se agravarem, principalmente se o paciente apresentar falta de ar ou dificuldade de respirar.

Como agir em caso confirmado de coronavírus em casa

O Ministério de Saúde recomenda o isolamento domiciliar para pacientes com suspeita ou confirmação de COVID-19.

O isolamento domiciliar funciona da seguinte maneira:

  • O paciente deve se manter em um cômodo separado dos demais moradores da casa;

  • Manter a porta fechada e as janelas abertas para maior circulação de ar;

  • Trocar a própria roupa de cama e se houver secreções, o paciente deve embalar em um saco plástico antes de levar à lavagem.

  • Não compartilhar talheres, pratos, copos, toalhas de corpo e rosto;

  • Separar os resíduos em uma lixeira individual que só o paciente manuseie;

  • Higienizar o banheiro após o uso com água sanitária ou álcool 70%;

  • Manter a higienização de todos os objetos usados pelo paciente;

  • Evitar áreas comuns, mas se for necessário, o paciente deve utilizar a  máscara o tempo todo.

Caso não seja possível manter o paciente em um cômodo e banheiro isolados, a médica infectologista Roberta Schiavon, integrante da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), sugere que as pessoas saudáveis devem procurar a casa de algum parente, pois há um grande risco de contaminação. Embora todos os cuidados de higienização sejam tomados, isso apenas diminui a possibilidade, mas não impede a transmissão.

O que fazer para melhorar os sintomas?

A automedicação não é indicada e não deve ser feita. Para auxiliar na melhora dos sintomas de COVID-19, mantenha uma boa alimentação rica em proteínas e sais minerais, evite comidas de baixo valor nutricional, como fast-foods e se hidrate.

Devo tomar algum medicamento se apresentar sintomas de coronavírus?

De acordo com o Ministério da Saúde, até o momento não há medicamento antiviral específico para tratar a COVID-19. Pessoas com sintomas graves devem ser hospitalizadas.

Não se automedique! O tratamento deve ser prescrito por médico e seguido à risca. A automedicação pode apresentar riscos e seus efeitos colaterais, em alguns casos, pode levar o paciente a óbito. Se os medicamentos não forem suficientes e os sintomas se agravarem, a recomendação é que busque atendimento hospitalar com urgência.

A maioria dos pacientes conseguem se recuperar graças aos cuidados de suporte.

Se estiver com algum sintoma da doença, nossos canais de suporte podem te auxiliar pelo Whatsapp ou Assistente Virtual.

Tags