Durante a pandemia do Coronavírus muito se falou sobre a importância da vitamina D ao organismo durante a quarentena. 

Um estudo publicado pela Scielo discute o possível papel da vitamina D para prevenir infecções respiratórias agudas durante a pandemia de COVID-19.

O estudo sugere que a falta de vitamina D aumenta o risco de osteoporose em idosos, estando também associada a tumores, doenças cardiovasculares, doenças respiratórias autoimunes crônicas, diabetes mellitus, doenças neurológicas e hipertensão. Pacientes com essas patologias fazem parte do grupo de risco da COVID-19 e devem redobrar os cuidados com a imunidade. 

Pesquisas realizadas no Brasil mostraram que a hipovitaminose D é bastante comum, apesar da alta insolação no país. 

Como manter os níveis de vitamina D em casa durante o isolamento social?

Durante o isolamento social, as pessoas devem se adaptar e manter sua imunidade em dia para diminuir o risco de contrair qualquer doença.

A radiação ultravioleta B (UVB) é a principal fonte da vitamina para nosso organismo, portanto é importante: 

  • Se expor a luz solar: para quem não mora em casas com jardins, a exposição  pode ser através de janelas ou varandas abertas. 

  • Se alimentar de forma equilibrada e saudável: alimentos, como salmão e outros peixes oleosos, gema de ovo, leite, cogumelos e frutas cítricas são fontes naturais de vitamina D. Não se esqueça de higienizar os alimentos corretamente antes de consumí-los.

 

É importante relembrar que o isolamento social ainda é o melhor método de prevenção da COVID-19 e deve ser respeitado. Se precisar sair, use máscaras de proteção e se atente à higiene frequente das mãos. 

 

Qual a relação entre a vitamina D e a imunidade?

Além de aumentar a imunidade do organismo, a vitamina D previne o desenvolvimento de doenças autoimunes e também pode ser utilizada em tratamentos.

Porém, em relação à COVID-19, ainda não foi feito nenhum estudo que confirme o benefício da vitamina D para tratar ou prevenir a doença.

 

Qual o melhor horário para tomar sol?

Os horários recomendados por dermatologistas para tomar sol, são antes das 10h e após às 16h. Mas, atenção, não se esqueça de passar filtro solar.

 

Quando devo tomar suplementos de vitamina D?

A suplementação só deve ser tomada se prescrita anteriormente por um profissional, o uso de qualquer medicação sem indicação não é recomendado.

Recentemente, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM - Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabolismo) e a Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (ABRASSO) publicaram uma nota de esclarecimento manifestando total repúdio às recomendações da Associação Brasileira de Harmonização Orofacial (ABRAHOF) sobre o uso de altas doses de colecalciferol (vitamina D3) como estratégia de otimização de imunidade frente ao novo Coronavírus. As possíveis ações extra-esqueléticas da vitamina D são temas de interesse científico. Entretanto, não existe, até o presente momento, nenhuma indicação aprovada para prescrição de suplementação de vitamina D visando efeitos além da saúde óssea.

 

Saiba mais: Relação entre tipo sanguíneo e COVID-19

Tags