Convivência com COVID-19: como lidar com uma pessoa contaminada dentro de casa?

Danielle Miranda,
Publicado em:

Por: Doutora Annelise Correa Wengerkievicz

Para conviver com alguém com COVID-19 é necessário tomar alguns cuidados.
A partir do diagnóstico de COVID-19, o ideal é organizar um cômodo para que a pessoa doente fique isolada dos demais familiares, evitando assim a contaminação da família, durante todo o período de transmissão da doença.

O que fazer? Ir ao hospital ou ficar em casa?

Na maioria das pessoas, a COVID-19 é uma doença autolimitada, com sintomas variáveis, mas em geral manejáveis em casa. Muitos médicos e secretarias de saúde têm disponibilizado o serviço de teleconsulta, que é uma maneira apropriada de investigar os sintomas da doença, risco de complicações, avaliar comorbidades e acompanhar a evolução da doença.

Podem ser necessários exames laboratoriais ou de imagem para avaliação clínica, mas é importante que a pessoa com COVID-19 se informe de como deve ser sua entrada na instituição de saúde, pois estão sendo adotados fluxos especiais para evitar a exposição de outras pessoas e profissionais da saúde.

família unida

Por quanto tempo a pessoa com coronavírus deverá ficar isolada?

A pessoa infectada deve ficar isolada por no mínimo 10 dias, se teve apenas sintomas leves e se os sintomas já regrediram antes do nono dia. Caso contrário, são indicados pelo menos 14 dias, e em pacientes que evoluíram com gravidade ou pacientes imunodeprimidos podem requerer mais tempo de isolamento, pois tendem a eliminar o vírus por mais tempo.

como cuidar de alguém com covid em casa

Circulação de ar

É importante para o paciente com COVID-19 que se mantenha em um ambiente arejado. Alguns dados sugerem que a circulação de ar reduz a reinoculação do vírus no próprio indivíduo, o que poderia levar à elevação da carga viral. Também por este motivo, pessoas com COVID-19, enquanto isoladas em um cômodo, não devem permanecer de máscara.

circulação de ar

Quarto individual

O ideal é que o indivíduo contaminado permaneça completamente isolado em um cômodo, com a porta fechada, mas idealmente com as janelas abertas para o exterior, permitindo ventilação. Ele próprio deve cuidar da limpeza e organização do ambiente, e receber alimentos/medicações em contato breve, com utilização de máscaras.

quarto individual infectado covid

Banheiro

Idealmente, o banheiro também não deve ser compartilhado, mas se isso for necessário, o paciente com COVID-19 deve manter suas toalhas e objetos de uso pessoal separados dos demais. Desinfetantes de uso doméstico devem ser utilizados na limpeza do ambiente com frequência.

infectado covid-19 banheiro

Famílias grandes

Se não houver muito cuidado no isolamento, famílias grandes podem perpetuar com a doença por muitas semanas, devido a contaminação sequencial dos membros da família. É importante que uma pessoa apenas seja escolhida como cuidadora, que será quem proverá o que o doente precisar, em contatos breves. A família deve observar sintomas e prontamente isolar qualquer outro membro que venha a apresentar sintomas suspeitos.

famílias grandes com covid

Higienização das mãos

A correta higienização das mãos está entre as recomendações mais importantes para a prevenção do contágio. As mãos devem ser lavadas com água e sabão periodicamente, mas principalmente após o contato com superfícies ou objetos da pessoa contaminada. A lavagem de mãos ideal deve durar pelo menos 20 segundos, com atenção para palmas, dorso, entre os dedos, ponta dos dedos e unhas, e punhos.

lavar mão higiene contra covid-19

Higienização dos talheres, pratos e roupas

Água, sabão e detergente comum são suficientes para eliminar partículas de vírus de superfícies sólidas e objetos. Da mesma maneira, lavar as roupas à máquina com sabão em pó é a prática recomendada para roupas de cama, banho, ou de uso da pessoa contaminada.

higienização de roupas, pratos e talheres

Lenços descartáveis

Em caso de necessidade de uso de lenços, preferir os descartáveis que não precisam de higienização posterior.

lenços descartáveis contra covid

Utilização de máscaras

As máscaras devem ser evitadas sempre que o paciente estiver sozinho em um cômodo isolado. Para os breves contatos para pegar alimentos e remédios, ambos o doente e o cuidador devem estar usando máscaras de boa qualidade e completamente adaptadas ao rosto, sem deixar frestas.

Local das refeições

O indivíduo contaminado deve fazer as refeições no cômodo em que está isolado. O momento da refeição, sem a máscara, é um momento crítico para contaminação das demais pessoas.


O que fazer quando a casa é muito pequena ou tiver apenas um cômodo?

Esta é uma situação mais complicada, mas comum. Neste caso, manter o ambiente sempre ventilado e uma distância de pelo menos 2 metros da pessoa contaminada. Manter o uso de máscaras sempre que possível e evitar fazer as refeições simultaneamente.

mascara em casa

Quando refazer o teste de COVID-19?

A repetição do RT-PCR não se aplica nesse caso, pois não é indicado realizar o RT-PCR para acompanhamento após um diagnóstico. O RT-PCR pode persistir positivo por semanas, sem significado clínico e sem necessariamente indicar transmissibilidade. Para indivíduos que não conseguiram fazer o RT-PCR na fase aguda da doença, ou que fizeram mas obtiveram resultado negativo e mesmo assim persistiram com a suspeita, após 14 dias pode ser utilizada a sorologia com anticorpos totais ou a sorologia IgG isolada.

Veja também: Reinfecção de coronavírus e nova variante da COVID-19

Quer saber mais?

Se inscreva em nossa newsletter de Inovação