Entenda o resultado do teste para COVID-19: IgG e IgM reagente e não reagente

Equipe Dasa,
Publicado em:

O que fazer quando o resultado do seu exame apresenta IgG reagente para COVID-19? No texto a seguir, explicamos como analisar os resultados e entender se você está com Coronavírus.

As informações não anulam a importância da análise de um profissional, mas te auxiliam a entender melhor os diagnósticos.

O que é IgG e IgM?

IgG e IgM são imunoglobulinas (proteínas) que protegem os pacientes contra invasores, como vírus, bactérias e protozoários.

  • IgM: Anticorpos que são produzidos na fase aguda da doença. No caso da COVID-19, a produção inicia-se em torno do 5º ao 7º dia de infecção, porém, é recomendado aguardar até o 15º dia para realizar o exame e ter uma detecção mais confiável.
  • IgG: São os anticorpos produzidos em uma fase mais tardia da infecção e geralmente são detectáveis a partir do 15º dia de sintomas.

Ambos atuam juntos na proteção imediata contra infecções.

Como entender os resultados dos reagentes à COVID-19?

Essa tabela mostra os possíveis resultados para os exames de COVID-19:

tabela comparativa de testes covid: sorologia IgG, IgA ou Igm e RT-PCR

IgG reagente e IgM não reagente

Quando o resultado mostra IgG reagente (positivo) e IgM não reagente (negativo),significa que o paciente já teve contato com a doença anteriormente. Como o IgG tem uma duração relativamente maior, é possível detectar através do exame a presença do anticorpo no sangue.

IgG não reagente e IgM reagente

Na ausência de sintomas, o resultado indica uma infecção pregressa da COVID-19, em que os anticorpos IgG não foram desenvolvidos. É importante relembrar que alguns pacientes podem apresentar resultados falsos-positivos de IgM, portanto, é recomendado repetir o exame após o período de uma semanapara averiguar se houve surgimento de IgG, que pode confirmar a infecção. Caso haja sintomas, procure o seu médico.

IgG reagente e IgM reagente

Na ausência de sintomas, indica uma infecção pregressa. Caso haja sintomas, pode indicar uma infecção persistente, recomendamos procurar o seu médico.

IgG não reagente e IgM não reagente

Na ausência de sintomas e/ou tendo um resultado de RT-PCR para COVID-19 negativo, esse resultado indica que o paciente não entrou em contato com o vírus. Porém, no caso de haver sintomas, a presença do vírus não pode ser descartada e orientamos procurar um médico para avaliação da necessidade de um exame de RT-PCR ou de antígeno.

IgG reagente, o que fazer?

1. Avaliar os sintomas

Para não causar sobrecarga no sistema de saúde, é preciso analisar como seus sintomas se comportam. Diante de indícios leves da doença, a recomendação oficial é permanecer em isolamento domiciliar e só procurar auxílio hospitalar em caso de agravamento dos sintomas ou febre persistente e falta de ar.

2. Use máscara

O uso de máscara é extremamente importante porque funciona como uma barreira mecânica para que o usuário não espalhe o vírus por meio de de gotículas.

As máscaras devem ser utilizadas por todos: pacientes sintomáticos, assintomáticos e quem não teve contato com a doença.

3. Respeite o isolamento social

O isolamento social é a forma mais eficaz de prevenção contra a doença e vale para todos! Se puder, fique em casa e só saia para atividades essenciais. Quanto mais pessoas adotarem o isolamento social, menor será a quantidade de pacientes infectados.

4. Mantenha a higiene das mãos

Siga esses 6 passos simples de como higienizar corretamente as mãos:

ilustração ensinando como lavar a mão.
  1. Passe sabão e molhe com água;
  2. Esfregue a palma de cada mão;
  3. Esfregue entre os dedos;
  4. Esfregue o polegar de cada mão;
  5. Lave o dorso de cada mão;
  6. Lave os punhos.

5. Atente-se à higienização de todos os ambientes

É muito importante higienizar todos os ambientes e objetos da sua casa com desinfetante, água e sabão, água sanitária ou álcool 70%. Lembre-se de manter o ambiente fresco e arejado, com as janelas sempre abertas para melhor circulação do ar.


Compartilhar


Equipe Dasa

A DASA é a maior rede de saúde integrada do Brasil, com uma rede de medicina diagnóstica, hospitais e uma empresa de gestão em cuidados. Nossos artigos são escritos por médicos especialistas e passam por uma revisão e validação robusta para a melhor qualidade de conteúdo para nossos pacientes e profissionais da saúde.

Quer saber mais?

Se inscreva em nossa newsletter de Inovação