Conheça os projetos que foram escolhidos pelo júri do Prêmio realizado pela Dasa e Editora Abril para reconhecer trabalhos científicos de inovação médica

A Dasa e Editora Abril lançaram a primeira edição do Prêmio Abril & Dasa de Inovação Médica. Uma importante parceria para reconhecer projetos e profissionais que fazem a diferença nas esferas científica, clínica e assistencial.

Após um criterioso processo de seleção, com mais de 100 trabalhos classificados, foram divulgados os vencedores das cinco categorias: Inovação em Medicina Social, Inovação em Prevenção, Inovação em Medicina Diagnóstica, Inovação em Genética e Inovação em Tratamento.

Trata-se de uma premiação pioneira em sua proposta e formato, que chancela a visão da companhia de fomentar e apoiar a inovação aplicada à medicina para criar conexões inteligentes para a saúde. 

Estão listados abaixo os projetos considerados mais inovadores e inspiradores pelo júri, formado por 29 médicos e profissionais da saúde, especialistas nas respectivas áreas da premiação.
 

Conheça os projetos vencedores

 

Categoria: Inovação em Medicina Social

Projeto: Primeiros laços: um programa de visitação domiciliar para jovens mães e seus filhos vivendo em condições adversas

Autores: Eurípedes Constantino Miguel Filho, Guilherme Polanczyk, Anna Maria Chiesa, Alícia Manitto, Helena Brentani, Alexandre Ferraro, Lislaine Aparecida Fracolli, Daniel Fatori de Sá, Fernanda Speggiorin P. Alarcão, Verônica Vale Euclydes, Leticia Aparecida da Silva e Adriana Cristina Argeu.

Instituição: Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP)

Entenda:

Viver em ambiente de pobreza e insegurança prejudica o desenvolvimento cognitivo na primeira infância. Mas é possível mudar a trajetória de vida dessas crianças com programas como o concebido por uma equipe do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo. Para comprovar a eficácia de um plano de visitação domiciliar a mães adolescentes em condições adversas, os pesquisadores recrutaram 80 gestantes, divididas em dois grupos. Num deles, elas passaram pelo pré-natal convencional. No outro, receberam regularmente a visita de enfermeiras treinadas, que transmitiam informações com foco em reduzir o estresse materno e a exposição dos filhos a maus-tratos. Segundo o psicólogo Daniel Fatori, um dos cabeças do time, a estratégia teve impacto direto no desenvolvimento e no bem-estar mental das crianças, podendo contribuir inclusive com outros programas de saúde pública. “Até já iniciamos um novo grupo, agora com 200 gestantes”, revela Fatori.

 

 

 

Categoria: Inovação em Medicina Diagnóstica

Projeto: Análise computacional do discurso para diagnóstico preciso de psicose e avaliação cognitiva

Autores: Natália Bezerra Mota, Sidarta Tollendal Gomes Ribeiro e Mauro Copelli Lopes da Silva

Instituição: Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Entenda:

“Atualmente, o diagnóstico psiquiátrico é subjetivo, lento e pouco preciso”, aponta a médica Natália Bezerra Mota, do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. A partir dessa constatação, a cientista foi investigar como alguns sintomas presentes no modo de falar dos pacientes poderiam virar uma ferramenta de diagnóstico mais certeira. O resultado dessa iniciativa é o desenvolvimento de um programa de computador que consegue antecipar em até dois anos um primeiro episódio de psicose. “Isso abre a possibilidade de fazer uma intervenção precoce e, assim, reduzir os danos”, antevê Natália. Com resultados tão expressivos, a tecnologia brasileira já ganhou destaque internacional e participa de um grande estudo com diferentes instituições dos Estados Unidos, do Canadá e da Inglaterra.

 

 

 

Categoria: Inovação em Genética

Projeto: Estudo translacional em leucemia infantil: impacto de marcadores de disfunções em reparo de DNA no melhor prognóstico da doença

Autores: Claudia de Alencar Santos Lage, Elaine Sobral da Costa, Marcia Gonçalves Ribeiro, Ana Sheila Cypriano Pinto Campos, Roberto Irineu da Silva, Nathalia Dumas de Paula, Gustavo Loureiro da Silva, Gilda Alves, Maria Helena Ornellas, Constança Britto e Maria Cecilia Menks Ribeiro

Instituição: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Colégio Pedro II, Hospital Pedro Ernesto (Uerj) e Fiocruz

Entenda:

Todas as células do corpo humano possuem ferramentas para corrigir os danos que aparecem no DNA. Quando esse sistema de reparo não funciona direito, mutações prejudiciais podem se acumular e abrir caminho ao desenvolvimento do câncer. Para entender como esses mecanismos ocorrem na leucemia linfoblástica aguda, o tipo de tumor mais comum no público infantil, instituições cariocas uniram forças e, assim, conseguiram mapear as falhas genéticas mais importantes nessa história. No trabalho, que já dura 12 anos, cerca de 500 crianças passaram por exames laboratoriais que esquadrinham o DNA. “Com isso, podemos melhorar o diagnóstico e individualizar o tratamento quimioterápico de acordo com cada paciente”, diz a geneticista Claudia Lage, uma das responsáveis pelo projeto.

 

 

 

Categoria: Inovação em tratamento

Projeto: Menos insulina, menos sequelas e mais qualidade de vida para pessoas com diabetes tipo 1 — resultados de uma linha de pesquisa com células-tronco pioneira mundialmente

Autores: Carlos Eduardo Barra Couri, Maria Carolina de Oliveira, Belinda Pinto Simões, Daniela Aparecida de Moraes, Juliana Bernardes Elias Dias, Ana Beatriz Pereira Lima Stracieri, Andréia Ferreira Zombrilli e Julio Cesar Voltarelli (in memorian)

Instituição: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP)

Entenda:

O diabetes tipo 1 é a versão autoimune da doença: nela, o sistema imunológico ataca o pâncreas, acabando com a produção de insulina. Sem cura, seu controle depende da reposição desse hormônio, ao lado de ajustes no estilo de vida. Pois um tratamento pioneiro, concebido no Brasil, propõe um jeito diferente de lidar com o problema: o transplante de células-tronco. O método, idealizado e colocado à prova pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), agora colhe novos êxitos. Ao comparar a evolução dos pacientes submetidos às células-tronco com aqueles que seguem o esquema convencional, constatou-se que os primeiros permaneciam com melhores indicadores de qualidade de vida. “Além de terem eliminado ou reduzido o uso de injeções de insulina, nenhum deles desenvolveu sequelas do diabetes”, celebra o endocrinologista Carlos Eduardo Barra Couri, líder do estudo.

 

 

Categoria: Inovação em Prevenção

Projeto: Cardiômetro

Autores: Gláucia Maria Moraes Oliveira, Marcus Vinícius Bolívar Malachias, Eduardo Nagib Gaui, Raul Dias dos Santos Filho, Denilson Campos de Albuquerque, Renault Mattos Ribeiro Júnior, Osni Moreira Filho, Celso Amodeo, Leandro Ioshpe Zimerman, Walter José Gomes, João David de Sousa Neto, José Luis Aziz, Weimar Kunz Sebba Barroso de Souza, Oscar Pereira Dutra, José Roberto Luchetti e Valdinei Belchior

Instituição: Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC)

Entenda:

Quase mil brasileiros morrem diariamente devido a doenças cardiovasculares – é como se sete ou mais aviões comerciais caíssem todos os dias sem deixar sobreviventes. O dado está na apresentação do Cardiômetro, projeto da Sociedade Brasileira de Cardiologia que registra o número de mortes causadas por problemas no coração. “Muitas dessas vidas poderiam ser salvas se a população tivesse mais informação sobre os fatores de risco dessas doenças”, diz a cardiologista Gláucia Maria Moraes Oliveira, uma das idealizadoras. O objetivo da ferramenta é incentivar e esclarecer medidas como a verificação regular da pressão arterial e do nível de colesterol e glicose. E propor desde a adesão ao tratamento dessas condições até mudanças no estilo de vida. As informações apresentadas no portal do Cardiômetro ainda ajudam o governo a estruturar investimentos em saúde.

 

 

Acesse o book oficial do Prêmio e confira detalhes ilustrados dos vencedores e finalistas.

Book - Prêmio Abril & Dasa de Inovação Médica

 

Para conhecer mais sobre o prêmio, as categorias e os jurados, acesse: premiodeinovacaomedica.com.br 

Tags
  • Prêmio