Você sabia que o Brasil é o país mais ansioso do mundo?

Equipe Dasa,
Publicado em:

Ansiedade: quais são os sintomas, tipos existentes e tratamento para a doença

Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS) 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade.

Durante a Pandemia, um levantamento realizado pela USP, demonstrou que 43% dos profissionais da saúde pesquisados passaram a sofrer de ansiedade.

A ansiedade é marcada pela preocupação excessiva ou constante sobre alguns eventos ou atividades e por sintomas como a dificuldade de concentração, problemas no sono, irritabilidade, agitação ou sensação de nervosismo, tensão, dentre outros.

A palavra ansiedade pode nos levar a diferentes definições, entre elas, definições não-técnicas e técnicas. As não-técnicas estão relacionadas ao senso comum ou à experiência genérica relacionada ao sentimento, as técnicas aos quadros com impacto significativo à saúde

Todas as pessoas experimentam, em determinados momentos da vida, algum nível de ansiedade. O estado emocional da pessoa ansiosa é perturbador e desconfortável, algumas vezes acompanhado de reações físicas e comportamentos que buscam a autopreservação, muito semelhantes aos comportamentos relacionados ao medo (tremores, taquicardia, sudorese, insônia, etc)

A chamada ansiedade situacional (não-patológica) é mais controlável anteceder a situações específicas, como uma entrevista de emprego que se aproxima, por exemplo. É menos provável que as preocupações situacionais sejam acompanhadas por sintomas físicos.

O que determinará se estamos diante de um sentimento adaptativo, que promove a possibilidade de preparação e aprimoramento para que alguma situação seja vivenciada ou de um quadro patológico é a intensidade e o potencial incapacitante para a manutenção das atividades da vida, surgindo como uma preocupação crônica e excessiva sobre uma situação de vida que é desproporcional a qualquer risco inerente.

Quando o limite entre o primeiro e o segundo é ultrapassado, pode-se estar diante do um transtorno de ansiedade e este precisa ser diagnosticado e tratado adequadamente.

O tratamento para ansiedade consiste em psicoterapia, na associação dos remédios para ansiedade prescritos após consulta médica e em outras medidas não não-medicamentosas como a prática de técnicas de meditação, relaxamento e orientação para uma melhora da higiene do sono.)

Referências

BMJ, in https://bestpractice.bmj.com/search?q=ansiedade

Organização Mundial da Saúde. Transtornos Mentais, Desordem Mental, 2019

Estudo aponta alto sofrimento mental entre profissionais da saúde durante a pandemia


Compartilhar


Equipe Dasa

A DASA é a maior rede de saúde integrada do Brasil, com uma rede de medicina diagnóstica, hospitais e uma empresa de gestão em cuidados. Nossos artigos são escritos por médicos especialistas e passam por uma revisão e validação robusta para a melhor qualidade de conteúdo para nossos pacientes e profissionais da saúde.

Quer saber mais?

Se inscreva em nossa newsletter de Inovação