Locais com maior risco de contágio por COVID-19: Saiba quais são e por que evitá-los

Equipe Dasa,
Publicado em:

Durante uma pandemia, devemos nos atentar aos lugares que escolhemos para o lazer e jamais podemos deixar de lado os cuidados propostos pelos órgãos de saúde.

Conheça os lugares com maior chance de contágio do Coronavírus e como se proteger.

Quais os modos de transmissão de Covid-19?

O SARS-Cov-2 é transmitido facilmente de pessoa a pessoa. O contágio se faz através do contato do vírus, eliminado normalmente por gotículas pela fala, tosse, ou espirro de pessoas contaminadas, que são inalados ou entram em contato com as mucosas dos olhos, nariz ou boca de outro indivíduo. Outra maneira de transmissão é quando estes vírus eliminados se depositam em superfícies e o posterior contato com estas superfícies e levando as mãos aos olhos, nariz ou boca, pode haver inoculação do vírus.

É por conta disso que é necessário se atentar a determinados locais que aumentam as chances de transmissão do vírus.

Quais os locais com maior chance de contágio do coronavírus?

Os principais locais são aqueles com alta concentração e contato entre pessoas e com baixa ventilação, como:

• Hospitais
• Elevadores
• Transportes públicos
• Bancos e lotéricas
• Academias
• Restaurantes, cafés e bares
• Drogarias
• Veículos particulares

Como evitar o contágio de COVID-19 se eu estiver nesses lugares?

É fundamental evitar ao máximo a permanência em locais mal ventilados e com aglomerações. Caso seja necessário, restrinja a presença ao mínimo de tempo possível, mantenha distância de pelo menos 1,5m de outras pessoas, e use sempre máscaras de no mínimo 2 camadas, sempre bem adaptadas ao rosto sem deixar frestas. Também se mantenha atento para evitar contato físico desnecessário e não leve as mãos ao rosto ou aos cabelos, e também evite o uso de celular nestes locais.

Está com suspeita de coronavírus? Confira quais os testes de COVID-19 disponíveis

Para quem está com suspeita da doença, os testes indicados são aqueles que pesquisam a presença do vírus no organismo. São os seguintes:

  1. RT-PCR para SARS-CoV-2: é um teste molecular que detecta o material genético do vírus (RNA) indicado preferencialmente do primeiro até o 10o dia de sintomas;
  2. RT-LAMP para SARS-Cov-2: é um teste molecular que detecta o material genético do vírus (RNA) indicado preferencialmente do primeiro até o 10o dia de sintomas;
  3. Pesquisa do antígeno de SARS-CoV-2: é um teste rápido que detecta componentes estruturais do vírus, indicado preferencialmente do primeiro até o 7o dia de sintomas.

Compartilhar


Equipe Dasa

A DASA é a maior rede de saúde integrada do Brasil, com uma rede de medicina diagnóstica, hospitais e uma empresa de gestão em cuidados. Nossos artigos são escritos por médicos especialistas e passam por uma revisão e validação robusta para a melhor qualidade de conteúdo para nossos pacientes e profissionais da saúde.

Quer saber mais?

Se inscreva em nossa newsletter de Inovação