Estudos indicam relação entre tipo sanguíneo e a vulnerabilidade para contrair coronavírus

Equipe Dasa,
Publicado em:

Estudos realizados na China indicam que pessoas com o tipo sanguíneo A são mais suscetíveis a contrair a COVID-19 em comparação aos demais tipos.

Pesquisadores do Hospital Zhongnan, da Universidade de Wuhan, analisaram pacientes diagnosticados com a COVID-19 e explicam qual é a relação entre tipo sanguíneo e Coronavírus.

Tipo sanguíneo e coronavírus: qual a relação?

Estudo preliminar realizado na China e publicado pelo MedRxiv comparou a distribuição do grupo sanguíneo ABO em 2.173 pacientes diagnosticados com a COVID-19 e confirmou por meio de testes realizados em três hospitais em Wuhan e Shenzhen que o tipo sanguíneo pode ter relação com o Coronavírus.

A suposição iniciou-se de acordo com pesquisas realizadas anteriormente, que relataram maior incidência da Hepatite B em pacientes com o tipo sanguíneo A. Porém, outros fatores como idade e doenças preexistentes, como em pacientes crônicos não foram considerados para realizar a pesquisa.

Este foi o primeiro estudo a associar os tipos sanguíneos ABO à COVID-19. É necessário estudar mais profundamente qual a relação entre o grupo sanguíneo ABO e a suscetibilidade à doença.

Quais os tipos sanguíneos mais vulneráveis ao COVID-19? 

Segundo os resultados obtidos pela pesquisa, em comparação a outros tipos sanguíneos o grupo A possui um maior risco de adquirir a doença.

Já o grupo sanguíneo O foi associado a um risco menor de infecção em relação aos outros grupos que estavam com Coronavírus.

Ainda não é possível dizer que pessoas com a tipagem sanguínea A fariam parte do grupo de risco do Coronavírus. A informação ainda requer passagem por um processo de aprovação científico, para verificar a qualidade do método utilizado e se os resultados podem ser considerados.

Os gráficos abaixo mostram a influência do tipo sanguíneo no contágio do Coronavírus:

O primeiro gráfico mostra que na cidade de Wuhan os tipos sanguíneos de 3.694 pessoas não-infectadas pelo vírus são:

gráfico mostra que na cidade de Wuhan os tipos sanguíneos de 3.694 pessoas não-infectadas pelo vírus

A segunda ilustração demonstra que no hospital de Wuhan os tipos sanguíneos dos 1.775 pacientes infectados pelo vírus foram:

 ilustração demonstra que no hospital de Wuhan os tipos sanguíneos dos 1.775 pacientes infectados pelo vírus

Já o terceiro gráfico mostra o tipo sanguíneo das 206 pessoas que foram vítimas do Coronavírus:

gráfico mostra o tipo sanguíneo das 206 pessoas que foram vítimas do Coronavírus

 Fonte das imagens e conteúdo: UFSM


Compartilhar


Equipe Dasa

A DASA é a maior rede de saúde integrada do Brasil, com uma rede de medicina diagnóstica, hospitais e uma empresa de gestão em cuidados. Nossos artigos são escritos por médicos especialistas e passam por uma revisão e validação robusta para a melhor qualidade de conteúdo para nossos pacientes e profissionais da saúde.

Quer saber mais?

Se inscreva em nossa newsletter de Inovação