Coronavírus em jovens: o alerta é para todas as idades

Equipe Dasa,
Publicado em:

O novo Coronavírus em jovens e adolescentes é mais comum do que pensamos e, apesar das taxas de mortalidade e internação serem maiores nos grupos de risco, não devemos deixar a prevenção e preocupação de lado.Além disso, na maioria dos casos, os jovens podem ser assintomáticos ou apresentarem sintomas leves, o que pode facilitar na transmissão do vírus para outras pessoas em seu convívio.

Quantidade de casos de Coronavírus por faixa etária nos países

Dados obtidos dia 02 de abril de 2020 pelo Ministério da Saúde nos permite analisar a porcentagem de casos por faixa etária no Brasil, Itália, Espanha e Estados Unidos.

Brasil

No Brasil, dos 286 casos analisados, as porcentagens de óbitos foram: 89% pacientes com mais de 60 anos; 7% adultos de 40 a 59 anos; 3,9% pessoas de 20 a 39 anos; 0,3% são crianças e jovens de 6 a 19 anos.

Também mostra que no país as principais comorbidades presentes nos casos de coronavírus registrados, são: cardiopatia, diabetes e pneumopatia.

Itália

Na Itália, o número de casos analisados que vieram a óbito pela doença foi de 12.550 pacientes. As maiores porcentagens foram: 30,9% idosos de 80 a 89 anos; 28,7% idosos com 90 anos ou mais e 21,8% pacientes de 70 a 79 anos.

Vale informar que 23,4% dos casos chegaram ao hospital em estado grave e 1,4% dos casos diagnosticados eram em crianças e adolescentes.

Espanha

Na Espanha, foram analisados 4.543 pacientes. Dos registros obtidos, foram a óbito 42,8% dos idosos entre 80 e 89 anos; 27,3% pacientes de 70 a 79 anos e 16,9% eram idosos de 90 anos ou mais.

De 32.945 pacientes hospitalizados em estado grave, a porcentagem de jovens até 29 anos foi de 1,6%.

A região com maior número de casos diagnosticados foi Madrid e ficando logo em seguida Catalunã.

Estados Unidos

A última atualização da porcentagem de vítimas nos Estados Unidos foi feita no dia 26 de março de 2020 pela CDC:

  1. 46% dos pacientes que vieram a óbito tinham entre 65 e 84 anos; 34% mais de 85 anos e 20% de 20 a 64 anos.
  2. Pacientes com mais de 65 anos representam 53% das internações em UTI.
  3. Os estados mais afetados por Coronavírus no país, foram: Nova York e Califórnia.

Morte de jovens por Coronavírus

O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que crianças e adolescentes também vieram à óbito por conta do vírus.

“Hoje tenho uma mensagem para os jovens: vocês não são invencíveis. Esse vírus pode levá-los ao hospital por semanas, e até matá-los. Mesmo que não fiquem doentes, as escolhas que fazem podem ser uma questão de vida ou morte para outra pessoa.” Afirmou o diretor.

O CDC americano reportou que, entre 4.226 casos analisados, 20% dos pacientes entre 20 e 44 anos precisaram de hospitalização e 12% de tratamento em UTI.

Os idosos são os únicos que correm risco de contrair a COVID-19?

Não, todos podem contrair a doença. Idosos com mais de 60 anos, possuem taxas mais altas de letalidade e internação por Coronavírus, os casos em jovens e crianças existem e devem chamar nossa atenção.

Os jovens têm os mesmos sintomas de COVID-19 que os idosos?

Os casos de jovens contaminados pelo Coronavírus que não apresentam os sintomas são comuns. Alguns nem apresentam sintomas leves, chamados assim de assintomáticos.

A recomendação é para que todos evitem o contato social, respeitando o isolamento social. Dessa forma, evita-se que pacientes assintomáticos transmitam o vírus para outros grupos, como idosos e doentes crônicos, que podem ser gravemente prejudicados por essa doença.

Além disso, é necessário manter a imunidade em dia e higienizar sempre as mãos com água e sabão.


Compartilhar


Equipe Dasa

A DASA é a maior rede de saúde integrada do Brasil, com uma rede de medicina diagnóstica, hospitais e uma empresa de gestão em cuidados. Nossos artigos são escritos por médicos especialistas e passam por uma revisão e validação robusta para a melhor qualidade de conteúdo para nossos pacientes e profissionais da saúde.

Quer saber mais?

Se inscreva em nossa newsletter de Inovação